7 Alimentos para acelerar o metabolismo e ajudar a emagrecer

Quer emagrecer e tirar proveito daqueles alimentos que aceleram o metabolismo? Então, esse artigo é para você! Confira os 7 alimentos para acelerar o metabolismo e ajudar a emagrecer.

Desde que a dificuldade de se emagrecer começou a ser associada ao metabolismo mais lento, os alimentos que ajudam a acelerar o metabolismo passaram a serem quase obrigatórios no cardápio diário de quem faz dieta.

Esses alimentos, quando associados à uma alimentação saudável e com a prática frequente de exercícios físicos, ajudam não apenas a emagrecer, mas também a melhorar o funcionamento do organismo.

1. Canela

A canela é uma especiaria que oferece muitos benefícios, já que não apenas exerce ação termogênica, mas também ação antioxidante, anti-inflamatória, além de melhorar a digestão e ainda ajudar a controlar a diabetes e o colesterol alto.

A dica é consumir a canela na forma de chá ou adicionando 1 colher de chá em saladas de frutas, sucos, vitaminas, e no leite.

2. Pimenta vermelha

Muito rica em capsaicina, que é uma substância com propriedade antioxidantes e anti-inflamatórias e, quanto mais ardida, maior o seu teor em capsaicina. Por conter essa substância, a pimenta vermelha ajuda a aliviar a dor, prevenir câncer e, claro, acelerar o metabolismo.

A dica é procurar consumir cerca de 3 g de pimenta por dia. Mas, atenção: seu consumo exagerado pode causar queimação na boca e no estômago.

3. Gengibre

O gengibre aumenta a produção de calor e de suor, e isso por ser rico em compostos 6-gingerol e 8-gingerol, ajudando no emagrecimento e combatendo o ganho de peso. Isso sem falar que o gengibre ainda melhora a digestão e combate os gases intestinais.

A dica é consumir o gengibre na forma de chá ou adicionando aos sucos, vitaminas e saladas.

4. Vinagre de maçã

Cheio de benefícios, além de melhorar a digestão, aumentar a saciedade, combater a retenção de líquidos, o vinagre de maçã ainda é rico em antioxidantes, sendo ótimo para emagrecer e melhorar o funcionamento do organismo, como um todo.

A dica, no entanto, é consumir de 1 a 2 colheres de chá do vinagre diluídas em um copo de água por dia, ou utilizá-lo como para temperar carnes e saladas.

5. Chá verde

Rico em flavonoides e cafeína, substâncias que aumentam o metabolismo e favorece a queima de gordura, o chá verde tem efeito diurético, combatendo a retenção de líquidos.

A dica é procurar consumir de 4 a 5 xícaras por dia, mas evitar consumir com as refeições principais, e isso para não interferir na absorção de minerais da dieta, como ferro, zinco e cálcio.

6. Café

Como é rico em cafeína, o café ajuda a acelerar o metabolismo e pode ser consumido ao longo do dia no café da manhã ou nos lanches.

A dica, no entanto,é não exceder a quantidade de 5 xícaras de 150 ml por dia, e evitar o seu consumo em casos de gastrite, pressão alta ou insônia.

7. Guaraná

Por conter cafeína, o guaraná ajuda a aumentar o metabolismo. Para interferir no emagrecimento, no entanto, deve ser consumido com sucos ou chás, que também ajudam na perda de peso, como chá de gengibre e sucos verde.

A dica é consumir de 1 a 2 colheres de chá de pó de guaraná por dia, evitando seu consumo durante a noite, para evitar problemas como a insônia e agitação.

Além desses alimentos, ainda existem produtos naturais que ajudam no emagrecimento, e o melhor deles é o q active que é um produto 100% natural para ajudar na perda de peso.

Como emagrecer fazendo jejum

Muita gente quer emagrecer e o excesso de peso nunca alcançou índices tão alarmantes como atualmente, já sendo considerado um problema de saúde pública pela OMS.

Por isso, nada melhor do que procurar alternativas para atingir a perda de peso desejada e conquistar o corpo dos sonhos. Para isso, um tipo de dieta que vem se destacando e ganhando cada vez mais espaço no mundo todo é o famoso jejum intermitente.

No entanto, nem sempre essa é uma dieta simples de ser seguida, visto que é preciso conhecer os seus pilares e conceitos básicos para que dê certo. Aliás, quem segue o método até diz que não é dieta e sim estilo de vida.

Então, se você está mesmo interessado e quer saber um pouco mais sobre como emagrecer fazendo jejum, veja algumas dicas logo a seguir.

3 regras básicas para emagrecer fazendo jejum

Existem três regras básicas que nem todos conhecem e que é um dos principais motivos que fazem as pessoas falharem nas suas tentativas de emagrecer fazendo jejum.

A primeira delas é adotar uma dieta pobre de nutrientes, que não ajuda a manter a saciedade e o bem-estar do organismo. Se você tem problemas com isto, o Sibulmax funciona para fazer você se sentir saciada com menos comida.

O segundo erro é ir com muita sede ao pote e o terceiro, e mais comum, é confundir a fome com a vontade de comer.

Se você conseguir superar esses três primeiros erros básicos, certamente o seu caminho de emagrecimento e saúde através do jejum serão um verdadeiro sucesso. Então, veja as dicas para superar essas erros:

  1. Primeiramente, tenha uma alimentação forte

Um dos maiores erros que as pessoas cometem é ao tentar fazer o jejum intermitente é ficar longos períodos sem comer estando previamente mal nutridas.

Nesses casos, as pessoas passam anos se alimentando mal, comendo industrializados ou comidas com poucos nutrientes. Então, de uma hora para a outra, tentam ficar horas sem comer e daí não vai dar certo.

Por isso, foque em uma alimentação saudável, forte, variada, com hortaliças, carnes, sementes, nozes, castanhas e ovos.

  1. Comece com um protocolo pequeno e mais fácil, como o de 12h

Um grande erro de quem está começando é já tentar ficar sem comer por 18h ou 24h e isso é um erro, visto que a prática do jejum requer habilidade.

Assim comece pelos protocolos mais simples e aumente aos poucos para conseguir habituar o organismo.

  1. Não confunda fome com vontade de comer

Ao fazer jejum é muito importante estar atento aos sinais de fome, que facilmente podem ser confundidos com a vontade de comer. Lembre-se que você tomou café da manhã a vida inteira e isso já é um hábito, mas nem sempre é sinal de fome.

Pronto, se você seguir essas regrinhas, certamente você vai conseguir emagrecer com jejum!

Próstata e Infertilidade

A próstata é uma glândula masculina e está diretamente associada com o líquido seminal, sendo composta por diferentes zonas.

A zona central da próstata é por onde passa o esperma para a uretra, em torno dos canais ejaculadores. Já a zona de transição é aquela em que comumente há um aumento benigno da próstata, especialmente com a idade, conhecido como hiperplasia benigna da próstata.

Já a zona periférica é a área que, com maior frequência acontecem os tumores malignos, chamados de câncer de próstata.

Existe ainda a zona fibromuscular anterior, que é a parte não glandular da próstata, que é feita por tecido fibroso e tecido muscular.

A base da próstata fica diretamente abaixo da bexiga, sendo que a próstata envolve a uretra. É por isso que nos casos de hiperplasia pode haver dificuldade para urinar.

A principal função da próstata é produzir e também armazenar um liquido que é incolor e levemente alcalino, que representa de 10% a 30% do volume seminal, junto com os espermatozoides, formando o sêmen.

Relação entre a próstata e infertilidade

As principais doenças e problemas que afetam a próstata são a prostatite, a hiperplasia prostática benigna e também o câncer de próstata. Veja mais:

  • Prostatite

Essa doença é a segunda maior causa de infertilidade entre homens, sendo mais comum na população acima de 50 anos de idade. Ela é comumente causada por bactérias, se apresentando como uma dor para urinar e na região genital, aumento da frequência de micção e febre.

Também pode se tratar de um problema crônico e que apresenta sintomas como dor pélvica, presença de sangue no sêmen e impotência sexual.

Também confira: RenovaProst Funciona

Por vezes, a dor é tão intensa que pode até impedir ou dificultar a realização do exame físico por parte de um especialista.

Quanto à infertilidade, o que acontece é que as infecções podem acabar diminuindo a qualidade do líquido que é produzido na próstata, diminuindo a fertilidade.

Mais do que isso, a prostatite ainda pode ocasionar a ejaculação precoce e dificuldades de ter uma ereção, que são causas secundárias de infertilidade masculina.

A boa notícia é que o tratamento pode ser realizado com anti-inflamatórios e antibióticos a fim de melhorar o problema, podendo reverter a disfunção erétil e a infertilidade.

  • Câncer de próstata

Nesse caso, a doença em si não tem relação com a infertilidade, no entanto, o tratamento para essa condição pode gerar efeitos colaterais, tal como a infertilidade.

Isso porque a radioterapia ou a quimioterapia podem comprometer a fertilidade masculina. Nesse caso, o mais indicado é considerar a possibilidade de realizar o congelamento do sêmen.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais da relação entre próstata e infertilidade!

Dicas Para Resolver a Impotência

A disfunção erétil, também conhecida como impotência sexual, é um problema que leva á incapacidade de conseguir uma ereção ou de manter ela depois de já obtida. Nesse caso, o contato íntimo se torna impossível, pois o pênis não tem rigidez suficiente.

No entanto, o mais importante de tudo é sempre lembrar que todo mundo pode falhar de vez em quando e isso não significa que você está impotente.

A impotência sexual só se caracteriza quando essa falha acontece em, ao menos, 50% das tentativas de contato íntimo.

Mais do que isso, também pode ser que a ereção até aconteça, mas não seja suficientemente rígida para que haja penetração.

Assim como as causas para o problema são variadas, o tratamento também pode ser, não existindo apenas uma abordagem possível para o problema.

Vale lembrar ainda que a impotência sexual é um problema sério, que afeta principalmente homens com idade entre 50 e 80 anos. No entanto, ele pode acontecer desde a adolescência, sendo que ninguém está livre.

Causas principais da impotência sexual

Como já foi explicado, antes mesmo de determinar qual é a melhor forma de resolver a impotência, é essencial entender o que está causando o problema. Dentre as principais causas da impotência sexual temos as seguintes:

  • Alcoolismo
  • Tabagismo
  • Uso de drogas ilícitas
  • Uso excessivo de medicamentos anti-hipertensivos, antipsicóticos ou antidepressivos
  • Problemas emocionais ou psicológicos, tais como medos, traumas, depressão, ansiedade e outros.
  • Doenças crônicas, tais como insuficiência renal ou diabetes

Somente o médico é que pode avaliar cada caso individualmente e entender quais são as causas do problema, para determinar também qual a melhor forma de tratamento.

Como resolver a impotência sexual

A impotência sexual é um problema que pode ter variados tratamentos, visto que ele vai depender das causas. Algumas das opções mais comuns são as seguintes:

  • Uso de medicamentos: dentre eles, podemos citar alguns mais conhecidos, tais como o Viagra, Cialis, Levitra, Apomorfina, Alprostadil e Blemelanotida, ou até mesmo o v8 big size que é em formato de gel.
  • Terapia de reposição hormona: pode ser recomendado o uso de hormônios através de adesivos, cápsulas ou até injeções de testosterona, para aumentar e facilitar os níveis desse hormônio masculino.
  • Aparelhos ou bombas de vácuo: existem aparelhos de sucção à vácuo que ajudam a favorecer a ereção e podem ser mais aconselháveis para alguns homens do que os tratamentos feitos com remédios.
  • Implante de prótese peniana: essas próteses são utilizadas apenas como o último recurso para quando os demais tratamentos não ofereceram os resultados esperados.

Mais do que isso, também pode ser aconselhável procurar por um atendimento psicológico e terapia em casal, para complementar os resultados.

 

Causas das dores articulares

Também conhecidas como “juntas” as articulações, como são cientificamente chamadas, podem apresentar quadros inchaço e dor. Na maioria das vezes, isso não representa um problema mais grave, podendo ser facilmente tratada com a aplicação de compressas no local.

No entanto, as dores articulares também pode ser sinal de algum problema mais complicado, tal como artrite ou tendinite. Nesses casos, o mais indicado é sempre procurar um médico para receber uma avaliação correta e precisa, bem como o melhor tratamento para cada caso.

Assim, sempre que as dores articulares forem intensas, constantes ou limitantes, estando presentes por mais de 1 mês, bem como nos casos de deformação, é essencial procurar ajuda médica para obter um diagnóstico.

Principais causas das dores articulares

  • Dores nas articulações das mãos

De uma forma geral, esse tipo de dor articular é mais comum em idosos, sendo causado por gota ou artrite. No entanto, também pode aparecer em desportistas por causa de lesões, como é o caso dos jogadores de basquete ou lutadores, por pancadas repetitivas.

  • Dores nas articulações dos joelhos

Esse tipo de dor articular pode ser causada por tendinites e também torções, podendo acontecer tanto em jovens quanto em pessoas idosas. Mais do que isso, ela ainda pode ocasionar inchaço na região da articulação, além da sensação de estar com os joelhos duros ao acordar.

  • Dores nas articulações dos cotovelos

O caso mais comum quando a dor vem dos cotovelos é a epicondilite causada pelo uso do músculo do antebraço ou do punho em movimentos repetitivos. Essa é uma condição bastante frequente em jogadores de tênis, por exemplo, e também em trabalhadores que realizam movimentos repetitivos.

  • Dores nas articulações dos ombros

Normalmente esse tipo de condição indica uma bursite, tendinite, artrose ou outras doenças que precisam ser identificadas por um fisioterapeuta, reumatologista ou por um ortopedista.

  • Dores nas articulações dos pés

Esse tipo de dores é mais comumente causada por uma condição chamada artrite reumatoide. Ela também pode deixar o pé inchado e bem dolorido.

Confira Também: Flex Caps Preço

Caso haja uma dor mais intensa no dedão do pé, pode haver suspeita de gota, causada pelo excesso de ácido úrico circulando no sangue.

  • Dores nas articulações durante a gravidez

Ter dores articulares durante a gravidez é algo considerado comum ocorre normalmente por causa do relaxamento articular que é provocado por um hormônio que se chama relaxina, que está em níveis mais elevados durante a gestação.

Dessa forma, não é incomum que as mulheres sintam mais dores articulares durante a gestação na região do quadril, especialmente quando ficam de pé por mais tempo.

  • Dores nas articulações de todo corpo

Nesse caso, as dores podem ser sinal de alguma infecção, incluindo casos sérios como dengue e Zika. No caso de dores mais intensas, pode-se suspeitar de um caso de Chikungunya.

Tratamentos para Hemorroidas Externas

Anda sofrendo com dores causadas por hemorroidas? Então, esse artigo é para você. Confira abaixo algumas formas de tratar o problema.

Embora as hemorroidas possam ser muito incômodas e causarem até certos transtornos, felizmente, as hemorroidas externas, quando mais brandas, podem ser aliviadas com alguns tratamentos caseiros. São eles:

  1. Comer mais fibras e beber muita água

Procurar investir em uma alimentação rica em fibra, com vegetais folhosos, frutas com casca, integrais, também é uma excelente forma de trazer menos desconforto na evacuação.

Outra dica é procurar ingerir 2 litros de água por dia.

  1. Banho de assento

O banho de assento é utilizado há muitos anos, e deve ser feito com água morna, que ajuda a aliviar o inchaço e a dor, e o ideal é que o banho dure cerca de 15 a 20 minutos, e seja feito várias vezes ao dia.

Quem quiser, ainda pode acrescentar algumas plantas medicinais na bacia com água morna, tais como camomila, lavanda, arnica e hamamélis, para ajudar a acalmar a região aliviando a dor em poucos minutos.

Mas, atenção, para evitar possível infecção, é recomendado usar uma bacia de inox, devidamente higienizada e desinfetada com álcool, trocando a água à cada banho.

  1. Usar pomada para hemorroidas

Em alguns casos o médico indica pomadas para tratar as hemorroidas, ajudando a diminuir o tamanho das hemorroidas e a aliviar a dor em poucos minutos. A pomada deve ser aplicada de 2 à 4 vezes por dia, sempre que houver dor e desconforto.

  1. Remédios para hemorroidas

Em alguns casos o médico pode receitar comprimidos como Paracetamol e Ibuprofeno para aliviar o inchaço e a dor causada pelas hemorroidas, porém a maioria das pessoas estão preferindo usar produtos naturais como o hemo control que ajuda prevenir doenças e aliviar as dores e sintomas.

Vale destacar que, geralmente, as dores e incômodos causados pelas hemorroidas externas somem logo após esses tratamentos acima citados, no máximo, em 2 ou 3 dias. No entanto, em alguns casos, os mais graves, não havendo sinais de melhora, pode ser o caso de ser necessária uma cirurgia.

  1. Cirurgia para hemorroidas

Lembrando que a cirurgia para hemorroidas externas é indicada para aqueles casos mais graves pois, na maioria das vezes, o uso das pomadas, os banhos de assento e a alimentação já solucionam o problema.

E mais, após a cirurgia, é fundamental continuar com a dieta e evitar fazer esforço ao evacuar.

Cuidados durante o tratamento das hemorroidas

Quem tem hemorroidas não deve descuidar de alguns cuidados durante o tratamento, tais como:

  • Usar uma almofada em forma de aro, com uma abertura no centro para sentar.
  • Em vez de usar o papel higiênico, procurar lavar a região anal com água e sabão após as evacuações;
  • Não levantar pesos;
  • Fazer exercícios físicos leves ou moderados, como uma caminhada;
  • Não fazer força para evacuar, já que isso aumenta o risco de criar mais hemorroidas.

Bons livros para ler

Listas nem sempre são justas. Ao terminar esta leitura você pode discordar de alguns títulos considerados como “melhores livros”, mas a verdade é que estas escolhas são referências sobre as pessoas que a fizeram.

Pode ser também que alguns títulos que podem ser da sua preferência ficarão fora da lista, mas verdade é que são obras da literatura que foram muito apreciadas e bastante comentadas ultimamente. Dito isso, vamos conhece-los:

  1. Infiltrado na Klan – Ron Stallworth: baseado em fatos reais, conta a história de um detetive negro que se infiltra a Ku Klux Klan, nos colocando frente a frente como a pior parte do ser humano. Você vai sentir tristeza, raiva e desesperança.
  2. Afiadas – Joan Didion, Doroty Parker e Janet Malcolm: é um mergulho na mente e na história de mulheres que mudaram o mundo. É uma grande contribuição para história.
  3. Flores para Algernon – Daniel Keyes: pode ser considerado um marco para a ficção científica porque resgata enigmas iniciados em “O mito da caverna” de Platão. A história é escrita sob o ponto de vista humano, carregado de sentimentos, abrangendo a questão filosófica de uma perspectiva capaz de partir o seu coração.
  4. De espaços abandonados – Luisa Geisler: é uma história angustiante, ousada e bem humorada ao mesmo tempo. Fala sobre família, solidão e relacionamentos. Uma das escritoras mais fortes na literatura brasileira.
  5. A guerra – Camila Nunes Dias e Bruno Paes Manso: esta história relata uma imagem muito real sobre o PCC. Elogiado por consagrados autores que mostram o submundo dos crimes brasileiros.
  6. Mulheres sem nome – Martha Hall Kely: é um romance baseado em personagens reais e se passa na Segunda Guerra Mundial. É a história de mulheres que se encontram servindo durante a guerra, num mundo dominado pelos homens.
  7. 12 Regras para a vida – Paulo Polzonoff Jr.: este livro de autoajuda está na lista, não só pelos “conselhos”, mas principalmente pela profundidade espiritual que trata sobre as virtudes tão decadentes no nosso século.

Lembrando que as obras que citamos aqui não foram os livros mais vendidos de 2019 e sim ótimos livros muito comentados nos últimos 2 anos, tanto por críticos como por leitores comuns…

Gostou das dicas de leitura acima? Já leu algum dos livros citados? Se sim, fique a vontade para deixar seu comentário e dizer o que achou deles!